Miranda pronto para enfrentar o Cruzeiro: 'Meu retorno é importante'

17-05-2010 23:01

Miranda pronto para enfrentar o Cruzeiro: 'Meu retorno é importante'
No entanto, Ricardo Gomes ainda não confirmou a presença do zagueiro diante da Raposa
 
Por: Marina Uezima, repórter do Fanáticos por Futebol
 
PUBLICIDADE

Miranda retornou aos treinos nesta segunda-feira, após uma semana afastado por conta do falecimento de sua irmã, no Paraná. Apesar do técnico Ricardo Gomes ainda não confirmar a presença do atleta na partida contra o Cruzeiro, o zagueiro garante que está bem psicologicamente para o duelo.

"Meu retorno é importante. Tenho de voltar para minha vida e espero fazer uma grande partida. Não posso deixar que isso interfira no jogo. Quero ajudar o grupo a conquistar esta vaga tão importante na Libertadores", disse o camisa 5.

O zagueiro ressaltou o apoio que recebeu dos companheiros e comissão técnica do Tricolor na semana passada. 

“É difícil, mas a vida segue. Tive o apoio do grupo, de alguns torcedores, da diretoria e também da comissão. Mandaram mensagens para mim. Minha motivação só aumenta. Agora espero corresponder dentro de campo", concluiu.

São Paulo e Cruzeiro voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, às 21h50, no Morumbi.

 

 

1. Procedimento da transação penal A audiência preliminar que faz menção o artigo 72 da Lei n. 9.099/1995 é composta de duas partes: [1] composição dos danos e [2] proposta de aplicação imediata de pena não privativa de liberdade [01], que poderá ser restritiva de direitos ou multas [02]. A composição dos danos tem relevância na parte penal quando se tratar de ação penal de iniciativa privada ou de pública condicionada à representação, pois o acordo homologado significará renúncia ao direito de queixa ou representação [03]. Quando se tratar de ação penal pública incondicionada, a composição dos danos e a transação são completamente independentes uma da outra. Em outras palavras, se não houver composição dos danos, isto não será impeditivo para a proposta da pena alternativa. Se acontecer a composição, isso, por si só, não será motivo suficiente para obter a transação. Um pouco diferente será a situação quando envolver delitos ambientais. De acordo com o artigo 27 da Lei n. 9.605/1998, a proposta de aplicação imediata de pena restritiva de direitos ou multa (disposta no artigo 76 da Lei n. 9.099/1995), somente poderá ser formulada se houver a "prévia composição do dano ambiental". Essa prévia composição foi entendida pela doutrina especializada como compromisso de recuperação ambiental e não a efetiva reparação do dano [04]. Portanto, há uma condição anterior ao momento do oferecimento da proposta de transação penal. Assim, se o suposto autor do fato não se comprometer (acordar) a recuperar o ambiente degradado, não se vai para a fase seguinte (transação = aplicação da pena restritiva de direitos ou multa). Firmado o compromisso, então, nos termos do artigo 76 da Lei n. 9.099/1995, o Ministério Público, não sendo caso de arquivamento, poderá propor a aplicação imediata de pena restritiva de direitos ou multas.